domingo, 10 de novembro de 2013

3º Capítulo - "Aguero? Posso falar contigo?"

(Agüero)

Saí de casa com os nervos à flor da pele. Desde o primeiro contacto que me senti atraído por ela e não pensava de todo desistir depois do que aconteceu, tinha de lutar. Estava determinado a entrar quando a vejo sair e sinto uns lábios colarem-se nos meus. Só tive tempo de a ver fugir de mim.

- Mas que raio estás tu aqui a fazer?
- Aquelas fotos não apareceram por acaso, tu queres-me de volta, eu sabia que isso aconteceria.
- Mas estás parva? Eu quero é distancia de ti, e sim, aquelas fotos apareceram não sei por alma de quem, mas é de outra pessoa que eu gosto. – Disse com as lágrimas a caírem.
- Isso quer dizer que o que saiu foi um erro?
- Achas que tinha sido eu a mandar as fotos? Achas mesmo que acabava contigo e voltava para ti mandando fotos para uma revista? Achas sequer que ia voltar para ti? O meu coração finalmente pertence a uma mulher, mulher essa que vou lutar para ter ao meu lado, apesar de por tudo isto ela nem me querer ver. Apenas sai daqui por favor.

Vi ela ir-se embora. Perdi a conta às dezenas de vezes que bati naquela porta e que chamei pelo nome dela. Estaria de rastos de certeza, como é possível em tão pouco tempo já a ter feito sofrer tanto?! Sinto-me fraco por não poder fazer nada. Ela nem me queria ouvir, tinha a noção que estava tudo acabado, tudo o que ainda nem tinha começado.

(Maria)

Não queria acreditar naquilo que via, fugi o mais rápido que consegui. Mas que sentido tinha ele vir a minha casa e estar a beijá-la mesmo à porta?! Simplesmente não fazia sentido nenhum, e pensei sinceramente em dar-lhe o benefício da dúvida, abrir-lhe a porta e ouvir tudo o que ele tinha para dizer, mas aquelas fotografias, aquele beijo, não me conseguia esquecer, não agora, não neste momento! Liguei para a minha mãe.

#Chamada#
Maria - Mãe?
Mãe – Meu amor, estás a chorar?
Maria – Mãe, achas que posso ir passar aí uns dias, uns cinco, só preciso de cinco.
Mãe – Claro que sim, mas preciso que me contes, sabes que te conheço.
Maria – Conto-te quando chegar pode ser? Vou já comprar bilhete e apareço daqui a umas horas, te quiero.
#Fim de chamada#

Fui para o aeroporto, comprei o bilhete e fiz o check-in, embarquei, sempre com os fones nos ouvidos e a pensar em quem decididamente não devia, e passadas umas boas horas, cheguei à minha terra, à minha cidade, à minha casa!

(Agüero)

Estava realmente disposto a lutar por ela, iria ligar-lhe todos os dias, e mandar-lhe mensagens mesmo que ela não respondesse a nenhum deles, não iria desistir dela. Tinha cinco dias com a selecção e partia, logo a seguir ao jogo, para a Argentina. Os treinos de preparação iriam ser perto da minha cidade, Quilmes.

Ganhámos em casa, 3-1 contra o Manchester com dois golos meus, golos esses dedicados somente a ela. Embarcámos e toda a viagem tive com o meu pensamento na Maria, fui vendo todas as fotos que tinha dela, aquele sorriso que acabei por transformar em lágrimas deixava-me de rastos, mas iria recuperar tudo o que tínhamos começado, todo aquele carinho, iria voltar a tê-lo e a dá-lo.

(Maria)

Cheguei a casa com os olhos inchados de tanto chorar, recebi mais do que mimos da minha mãe e expliquei-lhe a história toda, sem esquecer de nada.

- Oh meu amor, mas esse tipo de paixões são tão boas, achas que é necessário estares assim?
- Mãe, aquela porcaria de revista e de fotos e do beijo não saem da minha cabeça. – As lágrimas corriam com toda a força pela minha cara.



- Primeiro páras de chorar e depois ouves-me pode ser?
- Sim. – Disse acalmando as lágrimas que teimavam em cair.
- Sabes se essas fotos são de agora? Sabes se o beijo foi porque ele quis? Eu duvido muito mas muito mesmo que o rapaz te queira mal, depois de tudo o que me contas-te, e eu vou falar com a tua irmã porque se ela conhece o tal rapaz devia falar com ele antes de te mostrar a revista, ainda por cima, logo depois de terem estado juntos.
- A Mel fez o que achou mais correto e obviamente fez bem em avisar-me não é mãe?! Eu gosto dele, gosto mesmo, por mais absurdo que seja, mas gosto.
- Nota-se imenso porque esse brilho nos olhos não mente, mas sinceramente já que vieste, descansas e depois falas com ele, é o melhor que tens a fazer meu amor.
- Sim é mesmo, obrigada mãe, te quiero.

Fui dar uma volta, precisava de espairecer, respirar aquele ar fazia-me sentir bem. Nesse momento comecei a esclarecer as coisas na minha cabeça e decididamente percebi que a reacção que tive foi a quente, muito a quente, não sou de desistir de nada, muito menos dele, mas o medo de o perder já é enorme.

(Agüero)

Chegámos, e depois de deixar as malas em casa dos meus pais, fui dar uma volta, tinha saudades daquela cidade, mas tinha mais saudades dela.

Para: Maria
“Apesar de tudo, só gostava que me desses a oportunidade de me ouvir, eu gosto de ti, e espero que não desistas, eu também não vou desistir.”

- Agüero? Posso falar contigo?



Era ela, tinha a certeza que era ela, aquela voz, o cheiro do ar tinha mudado, aquele perfume, reconhecê-lo-ia em qualquer lado, era ela, era a Maria, a minha Maria.


É pequenino, mas espero que gostem, deixem os vossos comentários, besos!

2 comentários:

  1. A sensibilidade matou-me e chorei! Sabes a Maria? Eu penso nela como sendo tu, e ''ve-la'' sofrer assim, chorar desta maneira estava a dar cabo de mim! Mas pronto, ainda bem que a mae da Maria é tao boa conselheira e conseguiu faze-la pensar con mais clareza e calma! E depois aquela luta, aquella persistencia do Kun é tao apaixonante ! O sentimento deles é tao recente, mas tao arrebatador! Acho que a história vía ser mesmo assim, arreatadora, do principio ao fim! E agora quero que a sesacao do Kun esteja cierta e seja mesmo a Maria!
    Obviamente que quero o próximo, e o outro e o outro e o outro... !
    Besos, te quiero para siempre, te hecho de menos melhor amiga <3

    ResponderEliminar
  2. Olá!!
    Só isto? :o Queria mais!!! Muito mais!!
    Opa tadinha da Maria tão tristinha!! Mas o Aguero gosta dela! Ele disse que ia lutar por ela!! *_*
    Ela fez bem ir para a Argentina...mas só mesmo porque ele também foi xD
    Ai e este momento final foi tipo lindo imaginei tudo na perfeição. Ele deve tar tipo aos pulos por dentro tipo Ela ta aqui ela ta aqui xD Mas ao mesmo tempo "mas o que é que ela faz aqui?" Agora quero muito o próximo para ver esta conversa!
    Próxiimmooo guapa!
    Besos,
    Sofia

    P.S.: Gosto muito de ti <3

    ResponderEliminar